Ocorrência sazonal e nidificação do colhereiro Platalea ajaja Linnaeus, 1758 (Pelecaniformes: Threskiornithidae) na Lagoa da Pampulha, Belo Horizonte, Minas Gerais

  • Lucas Aguiar Carrara Aves Gerais Monitoramento Ambiental
  • Luciene Carrara Paula Faria Aves Gerais Monitoramento Ambiental
  • Carlos Roberto de Sousa CONSOMINAS Engenharia
  • Bruno Péricles de Oliveira CONSOMINAS Engenharia
  • Matheus Henrique Souza CONSOMINAS Engenharia
Palavras-chave: aves aquáticas, conservação, migração, reprodução

Resumo

O colhereiro Platalea ajaja é uma ave aquática de movimentação pouco compreendida e categorizada como vulnerável à extinção em Minas Gerais, onde os registros de reprodução se limitam a uma única localidade. Relatamos a reprodução do colhereiro e sua ocorrência ao longo do ano na Lagoa da Pampulha, Belo Horizonte. As observações foram realizadas entre novembro de 2018 e março de 2021 através de incursões de barco na lagoa, pontos de escuta  em sua margem e transectos veiculares na orla. Dois ninhos ativos em ninhal misto de garças foram monitorados e produziram quatro filhotes. O colhereiro foi registrado em pequenos grupos em 34,4% das semanas analisadas com presença concentrada e estatisticamente significativa no verão. A maioria dos bandos concentrou-se em pequena ilha submersa e banco de sedimentos de assoreamento (~0,5 ha ou ~0,25% da superfície do reservatório), cuja manutenção através de manejo específico poderia contribuir para a ocorrência do colhereiro e de outras aves aquáticas ameaçadas de extinção e migratórias, além de favorecer programas de observação de aves e educação ambiental, acrescentando componentes ecológicos e sociais à relevância da Lagoa da Pampulha, região declarada como Patrimônio da Humanidade por seu conjunto arquitetônico.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2021-12-22